sexta-feira, 12 de junho de 2009

dica 019 - Gostar do Cirque du Soleil

Na concepção do médio-classista, nada que tenha custado muito dinhero pode um dia ser chamado de "brega". Tampouco algo cujo nome se escreva em francês. Eis a fórmula para transformar toda uma classe em consumidora do seu produto.
O Cirque du Soleil é o entretenimento dos sonhos da Classe Média: não é do Brasil, não é pra pobre, não requer pensamento crítico, passa a quem não conhece a noção de cultura...
Ir a este evento, do ponto de vista social, também significa a chance de exibir vestimentas, calçados e acessórios, bem como a chance de ser fotografado e parar em alguma coluna social. E não se pode esquecer que o médio-classista que vai ao Cirque frequentou o mesmo ambiente que diversas celebridades.

Portanto, nobre aprendiz de médio-classista, no dia seguinte à apresentação, comente em voz alta no trabalho que você esteve no Cirque du Soleil. Seus colegas diretos sentirão inveja, e aqueles de funções mais baixa o respeitarão.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

dica 018 - Fazer Yôga


A Yôga e seus derivados (Pilates, etc.) constituem o novo esporte da Classe Média. Além de estarem na moda, é uma atividade onde a chance de ser colega de um pobre pode ser matematicamente expressa por uma fração infinitesimal.




A Yôga é, grosso modo, a maneira como os hindus fazem alongamentos. É um exercício físico e também possui significados simbólicos diversos. É muito chique dizer que faz Yoga, porque academia, nos dias de hoje, até o povão tem acesso. Exótico, não nasceu no Brasil, portanto está livredo estigma de coisa que não presta, não interessando se vem de um país mais pobre e mais sofrido.




Também existe o fato de que vários milionários e celebridades praticam, elevando o status da Yôga no contexto social. E por fim, é uma boa oportunidade para comprar roupas e acessórios próprios, podendo exibí-los nos dias em que houver aula, e também disputar com os colegas sobre quem gastou mais dinheiro com isso. Este é um ponto muito importante: sugiro que gaste muito dinheiro no início, porque como você só vai aguentar uns três meses de Yôga mesmo, se perder uma discussão, pode não haver uma segunda pra você dar o troco.



segunda-feira, 1 de junho de 2009

dica 017 - Ler as colunas sociais

A Coluna Social é um instrumento integrante dos meios de comunicação, que serve para separar o joio do trigo social. Basicamente, é uma vitrine com rostos e sobrenomes, divulgados em jornais de circulação expressiva, para deixar claro que quem não está ali não faz parte da sociedade (exceto para colocar a mão no bolso e comprar o jornal).
A Classe Média adora colunas sociais. Nas cidades do interior, inclusive, elas são mais acessíveis, por haverem poucos milionários a o espaço precisar de pauta. Neste caso, é bom ter um relacionamento próximo com o responsável pela coluna, dar presentes, oferecer favores diversos (use a imaginação), ser "amigo" e por aí vai. Assim, você poderá também aparecer na Coluna Social, fazendo cara de que é uma coisa comum pra você, pensando nos seus pares da Classe Média vendo seu rosto e seu sobrenome, e pensando nos pobres que te conhecem, vendo você aparecer no jornal.