segunda-feira, 13 de abril de 2009

dica 003 - Gostar de festas com "ambiente selecionado"

Quem quer ser da Classe Média não pode ficar frequentando qualquer festa. O requisito principal para escolher a balada é o "ambiente selecionado". Se você tiver dificuldades para definir, entre algumas opções, qual a melhor festa para ir, não titubeie: escolha a que cobre mais caro.

A hora do lazer é sagrada para os médio-classistas, e é de suma importância ter a liberdade para exibir todos os objetos e quinquilharias que fazem da pessoa um membro da Classe. Itens como tênis, bonés, celular, iPod, carro, bermuda (para os homens), e cabelo, maquiagem, vestido, bolsa, sapato, celular, iPod e carro do acompanhante (para as mulheres), devem ser exibidos sem medo de que os famintos venham incomodar e tentar roubá-los. Afinal, todo o investimento foi feito para causar inveja nas pessoas, e não constrangimento. Logo, as pessoas-alvo da sua exibição devem ter o salário maior que pelo menos duas peças de roupa que você esteja usando ao mesmo tempo.
E tem outra: você, como médio-classista, não pode correr o risco de encontrar o filho da empregada, que tem a sua idade, na mesma balada. Se seus amigos souberem, isso será mal classificado e com certeza você perderá pontos na turma. E já que você sabe quanto a sua empregada ganha (pergunte ao seu pai, ou vá no Google e digite "salário mínimo"), atente bem ao preço da entrada (+consumação) antes de encarar qualquer noitada.

5 comentários:

Anônimo disse...

Seguindo esta lógica, para ser de classe média tem que comprar PGBL ou VGBL e falar mal da previdência pública, pois apesar de estar mais que provado que estas "coisas" que os bancos eseguradoras vendem, são pura enganação e não irão cumprir com as finalidades as quais se propõem, da previdencia pública Brasileira ser uma das mais amplas e eficientes do mundo, tanto é que os servidores públicos são proibidos de serem segurados facultativos (parágrafo 5º do artigo 201 da Constituição Federal), mas falar mal da previdência pública é chique, INSS é coisa de pobre, é admitir que não irão "subir na vida" e que no final da vida poderão ter necessidade da proteção de uma coisa destinada aos pobres.

Para ser declassemédia vc não podeser do MSC¹, um legítimo integrante da classe média precisa ser um membro do MND².

Para saber mais, vejam os links:

http://jesusprev.zip.net/arch2008-04-01_2008-04-30.html#2008_04-21_01_27_40-129422711-0 /

http://jesusprev.zip.net/arch2008-08-01_2008-08-31.html#2008_08-30_14_35_28-129422711-0 /



¹ - MSC (Movimento dos Sem Cérebro) que por não conseguir pensar e ter preguiça de ler, repetem como papagaios o discurso: "Essa é mais uma reforma neoliberal para atender interesse do Banco Mundial e do FMI para tirar dinheiro dos trabalhadores para pagar juros da dívida externa e atender os interesses dos banqueiros internacionais...", discurso este que lhes foi fornecido pelas corporações detentoras de privilégios, que essas sim, pensam, e para transformar os "barnabés" em massa de manobra, fazendo-os crer que são todos iguais, só que sem algumas "prerrogativas", que são privativas apenas dos que "são mais iguais". /


² - MND (Movimento dos Neoliberais Desatualizados), que não tiveram o cuidado de reler os teóricos que elaboraram a panacéia da solucão Chilena, esqueceram ou não sabem, o que aconteceu com os GBOEXs e CAPEMIs e ainda não viram (ou fingem) o que está acontecendo com as "privadas" (devem estar com o nariz entupido) Norte americanas, Européias, asiáticas e etc. Não confundir essas "coisas" (PGBL e VGBL) com previdência complementar de empresas (PREVI, PETROS e ELETRA) e de instituições (ANAPARPrev e OABPrev). /

Jesus_Divino_Barbosa_de_Souza /

jesusprevidencia@hotmail.com /

http://Jesusprev.zip.net

Midôu Clés disse...

é Jesus, "adevogado" preocupado com previdência não coisa classemédia não, né?

Berrado disse...

Neste mesmo sub-topico sugiro a explicação da superioridade do Facebook sobre o Orkut como site de redes sociais.

debubuianabubuia disse...

E precisa sempre ir para os camorotes porque na pista só dá gente feia!

Anônimo disse...

Pior é programa de coluna social na TV falando da balada (que patrocina o programa) geralmente o argumento é "aqui só dá gente bonita".
Alguém pode explicar o que é, para eles, gente bonita?